PROJETOS SOCIAIS

ONG PÃO É VIDA IMPLANTA CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO NO SERTÃO DE PERNAMBUCO

Foto: Divulgação
No domingo (26), há aproximadamente 325 quilômetros do maior bloco de Carnaval do mundo, dezenas de pessoas festejavam não o Galo da Madrugada, mas a implantação de um consultório odontológico, montado pela ONG Pão é Vida no Sertão do Moxotó (Sítio Baixa II), em Pernambuco. No intuito de atender gratuitamente pacientes, a iniciativa visa levar saúde bucal aos moradores da região em estado de vulnerabilidade social e desprovidos de políticas públicas.
Foto: Divulgação
Idealizado pelo casal de missionários Joana D’arc e Ronaldo Henzel em 2015, o projeto do consultório odontológico enfrentou uma série de dificuldades, desde a adequação do espaço para a instalação de equipamentos até a mobilização de uma equipe odontológica para efetuar o atendimento médico.
 “Em maio de 2015 fizemos a publicação pela primeira vez do desafio de montar um consultório odontológico no Sertão do Moxotó. Um ano depois, tínhamos apenas R$ 692,00 para o projeto. Foi quando surgiu o convite de tentarmos algum apoio financeiro para o projeto na Inglaterra,” explicou Joana.
Em solo europeu, Joana contou com o apoio da intérprete, Sara Moura, que a auxiliou nas visitas de apresentação do projeto a amigos e membros de igrejas cristãs, além de realizar bazares beneficentes em diferentes cidades inglesas com peças produzidas pela própria Joana e outras doadas pelo Ateliê Lu Artes. Assim, foi possível conseguir o valor da cadeira odontológica, do compressor de 50 litros e parte do valor da autoclave. Em solo brasileiro, através da iniciativa de voluntários e parcerias, a ONG efetuou a instalação hidráulica e elétrica e adquiriu balcões com pias, instrumentos clínicos e cirúrgicos.

Outro fato que chama a atenção na história do consultório é a distância percorrida, entre o Sertão de Moxotó e o município de Goiana, pelos cirurgiões dentista Ricardo Borges e Lady Meire e seus assistentes Kevin Franco e Ana Cleide: 561 quilômetros só de ida.
 “Embora a distância seja um desafio constante a ser vencido, não poderia ficar indiferente a uma iniciativa tão humana e tão comprometida com o bem-estar do próximo como esta da Pão é Vida. Sinto-me privilegiado em fazer parte desse projeto,” ressaltou o dentista voluntário e sócio administrador da Dental.com, Ricardo.
Inicialmente, a proposta é atender de 25 a 30 pacientes mensalmente, devido a distância e precariedade das estradas. Podendo vir a ser quinzenal, caso outros dentistas voluntários se disponibilizem para abraçar esta causa.

Desprovidos de qualquer unidade básica de saúde, os moradores de Mocotó ficaram agradecidos e emocionados com a iniciativa dos membros da Igreja Batista de Santa Cruz do Capibaribe.
 “Uma comunidade que sempre foi esquecida como a nossa, agora tem um consultório dentário. Como não se emocionar? Obrigado Pão é Vida por nos tratar com dignidade,” agradeceu seu Alcides.
Neste primeiro dia de funcionamento, foram realizados 23 atendimentos, entre extrações, restaurações e profilaxia (processo de limpeza e conservação dos dentes para evitar doenças odontológicas).
Foto: Divulgação
Os três primeiros meses de atendimento do consultório dentário serão mantidos através da doação da renda obtida com a venda do livro “Rota do Mar e Arnaldo Xavier – O que acontece quando o amor por gente, mar e roupa encontra terreno fértil em um coração e uma cidade”. Além da ONG Pão é Vida, outras três Organizações não governamentais são contempladas financeiramente com a comercialização da publicação. De acordo com Joana, são necessário cerca de R$ 1,1 mil mensais para manter o espaço de saúde bucal aberto à população do Moxotó.
 “Nossas despesas mensais se concentram no custo de material clinico, na alimentação e no combustível para o transporte de dentistas e assistentes voluntários,” contou Joana.
Outras informações sobre o trabalho da ONG e formas de como ajudar a manter o consultório no sertão pernambucano, acesse: http://ongpaoevida.blogspot.com.br.
Fonte: Bruno muniz - Blog - Pernambuco - Março 2017.





PROJETO DE IRRIGAÇÃO  - OÁSIS DO MOXOTÓ

É nome que damos ao projeto de perfuração de poços, que nasceu da visão da necessidade das famílias que vivem em sítios na divisa entre os municípios de Inajá com Manari. Uma população em situação de vulnerabilidade social.
Graças a parcerias com empresas ou pessoas físicas,a água que eles utilizam hoje, são oriundas de poços perfurados pela ONG Pão é Vida e parceiros. O projeto possibilita que as pessoas usem a água para beber, cozinhar e matar a sede dos animais.
Agradecemos ao Senhor por nos enviar os recursos necessários para perfurar e equipar  poços, no Sertão do Moxotó que está beneficiando comunidade inteiras, que antes não tinham acesso a água limpa regularmente e gratuitamente.
Implantar e manter um projeto desta magnitude, não é tarefa fácil, devido aos custos, contudo, se os recursos chegam, é possível pensar na ampliação do beneficiados.
O projeto serve como modelo do que pode ser feito se forem perfurado outros poços para que esse projeto possa ser expandido para outras famílias.
Estivemos pesquisando a perfuração de poços recentemente, cada metro perfurado sai R$ 130,00, após a perfuração é  preciso fazer todo o revestimento, e equipar o poço com bomba submersa. 
Um exemplo comparativo foi o último poço perfurado no Sertão de Inajá, ficou por R$ 32,600 com 160 metros de profundidade, com bomba de 4 cavalos.

Um valor de um poço pronto, é elevado para a realidade das famílias que tem como única fonte renda, os programas de transferência de renda como: o bolsa família.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SUA MENSAGEM AQUI